Economia em combustível: conheça alguns modelos de moto

Ter uma moto econômica é fundamental para que você possa viajar sem se preocupar com o gasto excessivo de combustível.

Para quem atua com entregas ou mesmo usa a própria motocicleta para sair de casa diariamente é essencial se preocupar se está consumindo combustível em quantidades exageradas.

Isso porque em geral motos são veículos que são mais econômicos e que para o dia a dia garantem uma economia considerável.

Então se você precisa apostar em algum modelo que consome pouco e atende às suas necessidades, o ideal é conferir essa lista e escolher o seu.

Versões de motos mais econômicas no Brasil

Honda Biz

A Honda Biz é uma das motos mais procuradas por quem precisa de um modelo barato e também econômico para o dia a dia.

Apesar de estar no mercado a não muito tempo, ela já conta com um público consolidado e foi responsável por popularizar os scooters.

Existem uma variedade de características que fazem com que esse modelo tenha um vasto mercado consumidor.

São elas, o baixo consumo de combustível que faz com que o motorista possa rodar em média 52 km usando apenas um litro. Além disso, ela conta com um espaço sob o banco que permite portar objetos de um canto a outro com segurança.

Nesse sentido, a moto também conta com um sistema semiautomático e cilindrada de 109,1cc.

Yamaha YBR 125

Antes de mais nada é preciso saber que esse modelo além de econômico também conta com uma alta qualidade comparada a outras motocicletas do mercado.

A Yamaha YBR 125 possui uma potência máxima de motor  que varia entre 11,1 cv e 8000 RPM. Sem contar que seu sistema de cilindradas é de 125 cc.

Apesar de econômica, ela não consegue rodar tanto usando a mesma quantidade de combustível que a Honda Biz. 

Em média essa moto realiza 35 km de percurso usando 1 litro, o que ainda a caracteriza como uma excelente moto no quesito economia.

Para quem está precisando de uma moto essa também é uma ótima opção!

Honda CG

Esse é mais um modelo que pode ser uma ótima opção para você que está procurando por uma moto que seja econômica e atenda às suas necessidades rotineiras.

Além de ser uma moto com resistência elevada, ela também apresenta ótimo custo-benefício. Sem contar que o valor para aquisição também não é elevado.

A Honda CG também não demanda muitos custos com manutenção e gasta em média 1 litro para percorrer 35 km.

Outro ponto a ser considerado para essa moto, é sua transmissão em cinco velocidades manual, potência de motor de 15,1 cv a 8000 RPM e cilindrada de 125 cc.

DK 150 S

Ainda na lista das motos mais econômicas contamos com a DK150S. Essa versão também acompanha as outras motos de baixo consumo de combustível já mencionadas.

Algumas características dessa aposta da HaoJue, incluem painel digital com elevado nível de acabamento, rodas leves, e indicadores de bateria, quantidade de óleo,e marcha engatada.

Seguindo essa linha de raciocínio, esse modelo realiza um gasto de combustível baixo que gira em torno de 39 km por cada litro consumido.

Dicas para deixar sua moto mais econômica

Deixar a sua moto consumindo ainda menos combustível é possível e você pode conseguir seguindo algumas instruções.

Calibragem dos pneus

Antes de mais nada mantenha os pneus de acordo com o peso que pretende carregar. Pneus não calibrados podem levar a maiores gastos, afinal pneus murchos não suportam muitos pesos, devido ao atrito com o chão que faz a moto trabalhar mais.

O ideal é calibrar os pneus das suas motos a cada 15 dias. Se isso não for possível tente manter uma periodicidade de ao menos 20 em 20 dias. 

Assim, você evita que os pneus desgastem e que a sua moto seja forçada a trabalhar e consequentemente gastar mais.

Ajuste a corrente

Quando a sua moto está em movimento ela precisa de lubrificação, se as peças que fazem esse rolamento estiverem rodando a seco, o consumo será elevado.

Então a dica é deixar a coroa, a corrente e o pinhão sempre lubrificados e rodando em sintonia. 

Se isso não acontecer a sua moto terá um esforço maior para trabalhar e consumirá bem mais que se estiver ajustada.

Faça manutenções frequentes

Verifique se os freios estão funcionando da maneira certa. Para isso leve até um mecânico pelo menos uma vez por mês ou aprenda você mesmo a realizar os ajustes necessários.

Se for fazer isso sozinho em casa, coloque a moto no cavalete central e faça com que as rodas girem até que você consiga sentir os freios. 

Dessa forma, ajustando os freios o superaquecimento é evitado e o consumo também é diminuído.

E não se esqueça, não acelere a sua moto enquanto ela está parada. Essa prática comum consome altos níveis de combustível. 

Enquanto sua moto estiver na manutenção peça para que o filtro de ar fique limpo, a limpeza ou a troca devem ser feitos se for necessário. 

Isso porque quando sujo, a ventilação do motor é prejudicada e isso faz com que ele também consuma mais.

Pesquise sempre antes de adquirir uma moto

Existem diversos modelos de motos no mercado, porém muitas vezes as pessoas não realizam as pesquisas necessárias e acabam por comprar veículos que não serão capazes de manter a longo prazo.

É por isso que ao decidir comprar uma moto, pesquise sobre seu consumo, manutenção e valor de mercado caso precise vendê-la.

O ideal é sempre procurar por um modelo que se encaixe às suas necessidades, ter uma moto pode facilitar muito a sua vida e ser uma boa companheira para passeios ao ar livre e finais de semana.

É por isso que você deve buscar aquilo que melhor lhe atenda! Então na hora de comprar invista em pesquisas e converse com quem entende do assunto.

No Comments

Leave A Comment